segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Rew - Ffwd - Play!




Rapariga da Terra, voltei a ter as minhas quedas. Depois de sete meses neste "planeta", não pensei que eu voltasse a te-las.
Quando sai dai, milhões e milhões de lágrimas abandonaram os meus olhos, o adolescente em mim ficou mais revoltado que nunca e o meu lado obscuro revelou-se.
Passados dois meses acalmei-me, não voltei ao meu "eu" inicial mas fiquei mais calma e comecei as escrever, sempre com o meu  lado obscuro a comandar.
Começaram as aulas e passei de obscura para cega. Deixei que as pessoas me espezinhassem, derrubassem e me fizessem sentir como se fosse inútil. Ganhei forças e comecei a derrubar, espezinhar e a fazer com que os outros deixassem de ter utilidade. Transformei-me a mim mesma numa coisa gelada que anda e afastava todos aqueles que de mim queriam amizade, uma boa amizade.
Com o tempo habituei-me à mudança, língua e pessoas.
Mas tudo voltou a desmoronar-se quando chegou o teu aniversario. Percebi que em dois dias seria o meu e que iria estar sozinha e triste. Todas a lágrimas que tinha para o resto dos meus 16 anos foram gastas naquele dia. Só desejava que alguém me tira-se daquele sítio e me leva-se para um lugar além da imaginação do Homem.
Tudo ficou calmo a  partir de então. Até hoje.
Estava a ler os "textos obscuros" que tinha escrito à cinco meses e vi que nessa altura as coisas não estavam tão diferentes como agora continuo sem muitas companhias, acordo todas as manhãs a pensar nas coisas que eu fiz de mal para ter vindo aqui parar e continuo a concluir que a culpa é toda minha.
A única diferença mesmo, é que agora já domino bem a língua, estou mais velha e o destino dos meus textos já não é o papel mas sim o "jardim amarelo". Parece que durante um bom tempo eu vou continuar uma flor verde perdida nele.

15 comentários:

  1. Sem duvida alguma tambem me enerva muito, gostei do blog!

    ResponderEliminar
  2. Se os outros ainda te pisam, não baixes a cabeça, não os pises, mas não baixes a cabeça. Mostra-lhes que se eles te pisam é porque têm medo de ti, invejam-te ou veneram-te. Se calhar tu és o que eles em segredo sonham em ser...
    Mas uma coisa te digo, crescer é uma coisa bonita e daí traremos muitas das nossas recordações, mas é um frete constatarmos que este mundo de meros mortais, que são apenas zombies em cores diferentes e vampiros diúrnos... ...uns morrem mas andam aí, e os outros limitam-se a chupar-lhes o sangue, deixando-os pior ainda! Tristeza!!!

    Se eu algum dia puder ser um ouvinte ou conselheiro, dispõem... terás sempre que precisares alguém deste lado com uma palavra amiga!

    Beijinhos

    O Empregado do Mês

    ResponderEliminar
  3. ia para comentar mas o "Feira de Contos" disse tudo, não o conseguia fazer de melhor forma...

    Quero ler esses textos obscuros...

    ResponderEliminar
  4. Mesmo assim gostava de ler, eu mato-me todos os dias, melhor, planeio todos os dias a minha morte, por isso não me faria diferença, sobre o teu nome real... mudas :P

    mas não penses mais nisso, sim, daqui a uns anos vais achar estranho o que escreves-te

    ResponderEliminar
  5. muito obrigada, a sério:)
    gostei do texto*

    ResponderEliminar
  6. oh és um amor. obrigada, tento faze-lo o melhor que sei :)

    ResponderEliminar
  7. vou ver se ganho coragem e inspiração para escrever mais um pouco agora!
    obrigada pelo carinho.

    ResponderEliminar
  8. Gostei mto...
    Já sou seguidora , passa no meu...

    Www.vestircomanapaixao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. de nada (: obrigada (:
    também gosto muito do teu(teus), expressam imensos sentimentos e adoro isso *

    ResponderEliminar
  10. Gostei :) o teu blog está super giro e escreves muito bem :D

    ResponderEliminar